CARVALHO JUNIOR, LUIZA CANTANHÊDE, ANTONIO AÍLTON – TELURISMOS NA POESIA CONTEMPORÂNEA

Ensaio acadêmico sobre o espaço campestre na poesia, publicado nos anais do IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE LETRAS – UFMA/Campus Bacabal.

Entre final de janeiro e início de fevereiro de 2021, quando jamais imaginaríamos que a vida de Carvalho seria ceifada, eu estava pensando em nossa poesia, a minha, a dele e a de Luiza, e tive a ideia de fazer um trabalho para apresentar num Congresso da UFMA de Bacabal, o IV CONIL, em simpósio que o prof. e poeta Ricardo Nonato e eu havíamos montado para o congresso, sobre poesia contemporânea. E como Carvalho, Luiza e eu estamos inseridos nesse contexto, pensei em por que não fazer esse trabalho. Hoje soa como homenagem póstuma ao nosso amigo, e também é, mas queria apenas esclarecer isso, que fiz também para dar uma surpresa a ele, e convidá-lo para assistir. Por outro lado, essa surpresa também é para Luiza Cantanhêde, uma das nossas maiores hoje e cujo nome se expandirá ainda muito mais, todos sabemos.

O que está escrito foi a formulação acadêmica, mas não o suficiente, do bate-papo no Simpósio.

Compartilho o texto e o endereços eletrônico onde pode ser encontrado.https://sites.google.com/ufma.br/anais-e-resumos-do-conil/publica%C3%A7%C3%B5es/anais/anais-iv-conil?authuser=0

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s