Compulsão Agridoce no Suplemento Guesa Errante

Guesa 350

& dois poeminhas:

Cadeira de balanço

Os bichanos vêm aprender comigo
o conceito de falta de dinheiro
eles ficam ali sobre a velha cadeira
e se espicham, até dormirem
entediados
com o que tenho a dizer
tosse,
tosse
e
cuspe

Aguapés

Tuas veias azuis me lembram aquele inverno
de folhas, em que te amei entre sapos e marrecos
Compúnhamos um quadro com caramujos e aguapés
Tua face sensível refletia toda a luz de Manet

Então as cidades cresceram, os córregos
ficaram borrados
e entupidos
entre um dia ou outro de celulites e craquelês

Mas tuas veias azuis, ah, estas
ergo à memória do vivido
da lama
da tênue iluminação

que só depois fixou o inesquecível

Um comentário sobre “Compulsão Agridoce no Suplemento Guesa Errante

  1. Pingback: Compulsão Agridoce no Suplemento Guesa Errante | Antonio Aílton

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s